• equipa de medicos
    CIRURGIA VASCULARMINIMAMENTE INVASIVA
CirurgiaVascular

Cirurgia Vascular

A Cirurgia Vascular trata doenças que acometem as veias, artérias e vasos linfáticos. A Cirurgia Endovascular utiliza técnicas minimamente invasivas para tratar uma série de doenças, diminuindo as intercorrências, os riscos de infecções, hemorragias e tempo de internamento.

Tratamento endovascular deaneurismas de aorta

A Cirurgia Endovascular para Reparação de Aneurisma de Aorta (EVAR) é a técnica mais recente e segura e que tem sido amplamente utilizada nos melhores centros de referência cardiovasculares internacionais para corrigir aneurismas na aorta. Esta abordagem utiliza recursos minimamente invasivos para inserir uma endoprótese (stent) dentro da aorta, evitando assim o rompimento deste vaso.

A aorta é a nossa principal artéria e sua função é distribuir sangue oxigenado para todas as outras partes do corpo através da circulação sistêmica. Tem início abaixo do ventrículo esquerdo, passa pelo tórax e na sua parte final, no abdómen, forma um arco de onde saem as artérias ilíacas direita e esquerda.

A existência de placas aterosclerótica ou a presença de um coágulo de sangue podem causar uma obstrução que diminuirá a capacidade de circulação sanguínea. Com este represamento, forma-se uma espécie de “bolha” na aorta que se pode romper, causando uma maciça hemorragia interna. Os aneurismas geralmente surgem na região torácica e abdominal.

O aparecimento e evolução dos aneurismas são silenciosos, não provocando quaisquer manifestações. Geralmente são descobertos por acaso, em exames de rotina, como Ultrassom e Raio-X. Quando os sintomas aparecem, estas obstruções estão grandes o suficiente para prejudicar o funcionamento dos órgãos adjacentes.

Os principais sintomas de um aneurisma são:

  • Dor no peito
  • Dor irradiada nas costas
  • Falta de ar
  • Cansaço
É preciso que o paciente se submeta a um exame de Tomografia Computadorizada ou Ressonância Magnética para que o aneurisma seja precisamente localizado e dimensionado. O tratamento é cirúrgico, para prevenção de rompimento.

A cirurgia endovascular pressupõe o tratamento dentro dos vasos. Assim, uma pequena incisão será feita na virilha do paciente e um fino cateter com uma microcâmera acoplada em sua extremidade, que gera imagens de altíssima resolução e em 3D, será introduzido até a região do aneurisma. Um segundo cateter será introduzido e este levará a endoprótese (stent) por dentro da aorta, que será solta e expandida, sem remoção de tecidos.

O sangue que estava preso no aneurisma será escoado, prevenindo assim a rotura. O tempo de internamento é menor, não há grandes incisões, afastando os riscos de infecção e a recuperação é mais rápida. O paciente será acompanhado pelo médico durante alguns meses e exames serão feitos avaliar o sucesso da intervenção. Afastado o risco de hemorragias, o paciente poderá retomar as suas atividades, com maior confiança e melhor qualidade de vida.

Stacks Image 7957
Cirurgia devarizes

A cirurgia das varizes é feita para retirar veias que estão doentes e que já não são eficientes para realizar a circulação sanguínea. Os vasos ficam mais escuros, salientes e se não forem tratados corretamente, poderão facilitar o desenvolvimento de doenças tromboembólicas.

As varizes podem aparecer em todo o corpo e o seu aparecimento tem diversas causas, como tabagismo, obesidade, vida sedentária, ficar muito tempo em pé ou sentado. Há também o fator genético: se a mãe teve varizes, o filho ou filha poderão ter também. É importante lembrar que varizes não são exclusivas das mulheres. Os homens também as apresentam e levam mais tempo para procurar ajuda, muitas vezes não relacionando os sintomas com a causa.

As varizes nas pernas são mais perceptíveis e ocorrem por algumas caraterísticas próprias dos membros inferiores. As veias das pernas têm válvulas que se abrem para receber o sangue e se fecham para impedir o seu retorno. Após receberem sangue oxigenado dos membros superiores, elas o direcionam para os pés. Recebem de volta o sangue venoso e o empurram para a parte superior do corpo.

Com o tempo ou por perda da elasticidade, as válvulas começam a apresentar problemas na abertura e fecho, recebendo mais sangue da parte superior do corpo. Esta pressão faz com que as veias se dilatem, formando as varizes. A capacidade de abertura e fecho das válvulas também é responsável pelo refluxo sanguíneo, que é a circulação em sentido contrário em veias doentes.

Os pequenos vasos nas pernas ou telangiectasias, são um sintoma de que há algo de errado com a circulação das pernas. A Esclerose é um tratamento feito em consultórios, por Cirurgiões Vasculares e Angiologistas para secagem destes vasos. A Crioescleroterapia revolucionou este tratamento, já que os medicamentos utilizados para secagem dos vasos são aplicados a temperaturas baixíssimas, fazendo com que as paredes do vaso sejam destruídas. Esta abordagem diminui o número de sessões, a dor, é mais eficiente e mais rápida.

Stacks Image 8276

Embora o fator estético tenha bastante influência na decisão de procurar o médico, as dores nas pernas acabam sendo a queixa principal dos pacientes.

Os principais sintomas de varizes são:

  • Inchaço nos pés
  • Dores e sensação de peso na perna
  • Sensação de queimação na panturrilha
  • Em casos mais graves há o aparecimento de pequenas úlceras
Após o exame clínico, o médico solicitará um exame chamado Ecodoppler dos membros inferiores, que é um ultrassom arterial e venoso das pernas. O Doppler verificará a circulação do sangue por estes vasos e destacará as áreas onde há deficiência ou refluxo de sangue. De acordo com a gravidade do caso, o médico indicará a cirurgia das varizes.

Durante o procedimento, o cirurgião vascular fará o pinçamento das veias doentes. Após a intervenção, a paciente deverá observar as indicações do médico durante o período de recuperação.

O paciente não sentirá mais dores nas pernas e terá mais disposição para atividades físicas, que certamente melhorarão seu condicionamento e o ajudarão a ter uma melhor qualidade de vida.

Rede Hospitalar

A UMICS® conta com uma rede hospitalar em continuo crescimento, com o objectivo de
satisfazer os nossos pacientes nas diferentes áreas da medicina.

PEÇA-NOS MAIS INFORMAÇÕES

Para qualquer esclarecimento poderá contactar os nossos serviços de Patient Care através do preenchimento do formulário em baixo

Mais de 1.000 casos de sucesso

Equipa especializada com mais de 20 anos de experiência

Tratamentos comparticipados pela maioria das seguradoras de Saúde

Este campo contem caracteres alfanuméricos
Obrigado, a sua mensagem foi enviada com sucesso.×
Ocorreu um erro, por favor verifique os dados inseridos×

UMICS © 2018 | Políticas de Privacidade | Termos e Serviços | Cookies | Mapa do Site | Contactos