Hiperhidrose
Afeta um por cento da população, com maior incidência entre o sexo feminino Aparece, geralmente, na infância e tem tendência para agravar durante a puberdade.

OQUE É
Doença benigna caracterizada por um aumento excessivo da sudorese (transpiração) nas palmas das mãos, axilas, plantas dos pés, região dorsal e face. A forma mais comum e mais incomodativa de hiperhidrose manifesta-se nas palmas das mãos, gerando dificuldades no contacto social e profissional dos doentes que, por vezes, se isolam para esconder o problema, evitando cumprimentar pessoas, conduzir, pegar em objetos, usar o computador, escrever ou usar sapatos abertos que deixem ver as manchas de suor.

CAUSAS
f Mau funcionamento do sistema nervoso autónomo A transpiração é essencial ao controlo da temperatura corporal. Esta é regulada pelo sistema nervoso autónomo que, ao enviar um estímulo exagerado às glândulas sudoríparas, ultrapassa as normais necessidades de termo- regulação, resultando no aumento excessivo de transpiração em determinadas zonas do corpo.

SINTOMAS
Grande parte dos casos de hiperhidrose manifesta-se de forma evidente através da sudação excessiva das zonas referidas. Normalmente, a situação é desvalorizada até ao momento em que começa a interferir nas relações pessoais e desempenho profissional.

abc_da_saude.pdf